Jairo Mendes

Como Uma Noite de Sono Ruim Afeta Sua Performance no Trabalho

O ritmo acelerado da vida no século 21 e a demanda de atenção 24 horas por dia, carreira, família, vida social e envolvimento da comunidade reduziram as horas de sono das pessoas. Muitas noites dormindo menos tempo do que o adequado é são parcialmente responsáveis por baixos níveis de energia que afetam o desempenho de uma pessoa no trabalho, em casa e além. Em geral, a concentração de uma pessoa e a qualidade de seu trabalho diminuem em 30% devido à falta de sono.

De acordo com uma Sondagem realizada em 2008 pela Sleep in America realizada pela National Sleep Foundation (NSF), quase 50 milhões de americanos têm problemas de sono que afetam sua vida pessoal, doméstica e profissional. 29% dos entrevistados dormiram mal ou ficaram com sono no trabalho, 36% ficaram adormecidos ou ficaram sonolentos durante o dia e 20% tiveram sua vida sexual afetada.

Outros efeitos da falta de sono no local de trabalho

O efeito da falta de sono sobre a produtividade está bem documentado, mas, além disso, a privação do sono também está associada ao comportamento não ético e à tomada de decisão prejudicada, bem como ao pensamento inovador. 

Uma pessoa privada de sono tem mudanças repentinas de humor e pode ser mais irritável e frágil. Esse comportamento poderia fazer dele muitos inimigos no local de trabalho. A deficiência de sono também tem um efeito negativo sobre o córtex pré-frontal, a parte do cérebro que desempenha um papel na regulação do comportamento cognitivo complexo, tomada de decisão, comportamento emocional e comportamento social.

As pessoas com privação de sono podem estar em risco de desenvolver hipertensão arterial. Acredita-se que o sono ajuda o sangue a regular os hormônios do estresse, além de garantir um sistema nervoso saudável. Muitas noites sem dormir podem afetar desfavoravelmente a capacidade do corpo de regular os hormônios do estresse.

Quantas horas de sono são adequadas?

Bem, este tempo em horas depende de um indivíduo para outro. Um adulto normal precisa de aproximadamente sete a oito horas de sono à noite, mas o sono adequado significa uma sensação de bem-estar e alerta de dia. Algumas pessoas podem dormir apenas quatro horas por dia e ficar muito bem, como o caso do prefeito de São Paulo, João Dória Jr.

No entanto, a NSF diz que não há um "número mágico" para a quantidade de sono que um indivíduo precisa, e isso é devido a dois fatores:

Necessidade basal de sono - a quantidade de sono que uma pessoa normalmente precisa realizar no melhor nível

Dívida do sono - a quantidade de sono perdido acumulado ao longo do tempo devido a doença, maus hábitos de sono e outras causas.

Mas a quantidade de horas dormidas não são o fator principal, quando comparada a uma boa noite de sono, que é o mais importante.

Mesmo dormindo até oito horas por dia, o indivíduo ainda pode sentir-se lento por muitas vezes por causa do sono de qualidade. Uma pessoa pode, de repente, sentir-se intensamente com sono durante a tarde e início da noite ou ainda sentir-se dopada ao acordar.

Um dos fatores principais da noite mal dormida pode estar no fato de que a pessoa tem crises de apneia ou ronco, que prejudicam o sono profundo e de qualidade. Por isso é sempre recomendável procurar um bom médico otorrinolaringologista se tiver problemas de sono.

fonte: http://drfernandoveiga.com.br/